quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Desejos


























Numa noite de estrelas cintilantes
Embalados pelo som que alguém cantava
Meus desejos de amor lhe revelava
Apoiada em teu ombro aconchegante.

Nos meus olhos uma lágrima brilhante
Com mais uma minha face se banhava
E o frio coração que me abraçava
Tinha planos de escrever um conto adiante.

Um relógio despertou-nos para a vida
Uma casa, um lago, um luar
Uma rede, uma varanda, Ilusão!

Entre as certezas do nosso coração
Todo amor tem seu ponto de partida
E um infeliz momento a se findar.










I. Évans.

Nenhum comentário:

Postar um comentário